Posts com tag “semana de moda

Dolce & Gabanna Fall 2012

Alguém ainda duvida do poder do barroco para as próximas temporadas?

Dolce & Gabanna imprimiu na coleção apresentada durante a semana de moda em Milão, tudo que a tendência apresenta como rendas, bordados, ouro, estampas florais graúdas e elementos rebuscados. A carga religiosa foi forte nas criações de Stefano e Domenico, anjos apareceram até nos acessórios, uma brincadeira bem ao estilo deles.

(Essas imagens são do Style.com, que no IPad é mil vezes melhor do que sua versão tradicional do site.)

20120227-005014.jpg

20120227-005121.jpg

20120227-005226.jpg

20120227-005243.jpg

20120227-005256.jpg

20120227-005309.jpg

20120227-005323.jpg

20120227-005453.jpg

20120227-005510.jpg


Emilio Pucci Fall 2012

20120227-002219.jpg

20120227-002331.jpg

20120227-002341.jpg

20120227-002351.jpg

20120227-002402.jpg

20120227-002410.jpg

20120227-002422.jpg

20120227-002430.jpg

(imagens:style.com)


The Tents, o documentário sobre a semana de moda de NY

Amanhã começa a semana de moda de NY, que dá o start da temporada internacional. Para inspirar e dar fôlego para o inicio da maratona, trouxe os dois trailers do documentário que foi feito sobre a semana americana. O pano de fundo do tema foram as tendas brancas, onde aconteceram os desfiles que estão na programação oficial.

The Tents Trailer from Marcus K Jones on Vimeo.

The Tents Trailer 2 from Marcus K Jones on Vimeo.


De onde você olha a moda?

Quem escreve sobre uma coleção precisa ver de perto acabamento, texturas e detalhes para fazer uma leitura de informações correta, o que muitas vezes é impossível ter através da passarela. Ali é apenas a vitrine do “TODO”, praticamente como desfile de escola de samba, sabe? A evolução da coleção (no samba é a bateria) mostrada na passarela é um dos itens a serem analisados, mas sem a percepção dos detalhes não dá para escrever sobre o toque do tecido ou então sobre uma técnica inovadora bem feita.

Para isso o backstage é passagem obrigatória para quem quer entender melhor a construção da roupa, onde os jornalistas – se tiverem paciência para enfrentar o caos da entrada – têm passagem livre para conversar com estilistas e acesso às roupas ainda nas arara, que é fundamental para conhecer a criação a fundo, isso tudo em dois momentos: antes ou depois dos desfiles. Nesse caso, estar na fila A não faz diferença. Na passarela é possível ver o look inteiro, analisar o resultado final e o styling, que pode derrubar ou levantar uma coleção. Mas não se vê detalhes das peças.

Jornalistas mas experientes, como Constanza e Lula Rodrigues, não deixam de entrar no back para dar uma olhada nas peças e tocar com as próprias mãos. Nas semanas internacionais Suzy Menkes e Hilary Alexander SEMPRE estão nos backstages analisando todos os detalhes. Lógico que sigo o exemplo deles e  aprendo com quem conhece muito mais do que eu. Aliás, sempre aprendo olhando os profissionais que admiro.

Se eu for até o backstage conhecer a coleção e conversar com o estilista, depois posso assistir o desfile na ultima fila, em pé ou onde quer que seja, porque o que vou captar naquele momento é a energia da sala, a força da trilha e ver o fascínio do público presente. Se eu perguntar para vocês qual é o melhor ângulo para ver um look na passarela, qual seria a reposta? Fila “A” certo? Para mim não, é o PIT dos fotógrafos. Ãh???

Isso mesmo, faça a tentativa pelo menos uma vez, a experiência será válida. Ali é onde os modelos param por segundos e acontece o namoro: modelos X câmeras. Eu gosto desse momento, acho fascinante. Não é nada fácil conseguir um espacinho no PIT, porque é um território que centímetros são disputados por todos. Mas eu garanto que vale a pena, viu?

Quem me vê ali, estranha. Talvez estranhe porque não faço pose e não acho que assistir de pé a um desfile seja o fim do mundo, o que vale para mim é o momento. Podem estranhar ainda a minha animação em buscar um espaço no PIT, acho divertido, as pessoas são animadas e sempre saem amizades daquele lugar. Uma verdadeira comunidade paralela dentro do universo de uma semana de moda.

(Em off: Se você for conferir a semana de moda em Milão, tem outro atrativo ainda: a beleza dos fotógrafos italianos. É fácil perder o foco da passarela para ficar olhando alguém ao seu lado. Desculpa meninos, mas sou obrigada a prevenir as mulheres sobre o charme avassalador dos italianos. rs)

Então, dentro dessa minha percepção acho a primeira fila uma delícia e fundamental para o marketing pessoal de cada profissional, mas roupa se vê de pertinho mesmo, lá no backstage. Porque desfile de moda é como jogo de futebol, se o ângulo não for bom, é melhor assistir e ver todos os detalhes do sofá da sua casa.

Detalhes de uma peça da coleção de Alexander McQueen A/W 2010