O que vc entende por MODA?

Tente sair das respostas óbvias e pense realmente nessa questão. A palavra moda está tão banalizada que tenho a sensação de que não gera mais reflexão nas pessoas que trabalham com ela.(exceto para pessoas como João Braga, lógico. rs) Trabalhamos em uma área que possui muitas vertentes, a minha “moda” pode ser completamente da sua “moda”. Não estamos falando em estilos ou maneiras de se vestir, estou falando em percepção sobre esse universo. Uma só área que desperta os mais diversos interesses, sobre o mais diversos universos como modelos, varejo, beleza, jornalismo, criação, publicidade, tendências, comportamento, tecnologia…

 

Será que conseguimos ter percepção sobre o todo? São tantas ramificações que é bem possível, e normal, que a gente se acostume a pensar na moda de apenas sob um aspecto. Temos tendência a ficar na nossa zona de conforto, é muito mais fácil pensar no que sabemos e gostamos, a ter que estudar áreas que não temos noção alguma.

 

Tive uma semana de estudo intenso, quem me acompanhou pelo Twitter / Facebook sabe, foram dias que estudei bases teóricas de fios, tecidos e processos de estamparia e pigmentação. Vcs sabem que minha base têxtil já era boa e que conheço muito bem chão de fábrica, mas o que me fez parar para pensar foi o conhecimento que aquelas pessoas que estavam ali (os colaboradores das fábricas) detém sobre moda e nem tem noção disso. Quando leio críticas e análises de desfiles, sempre me pergunto se aquele jornalista que escreveu conhece todo o processo da peça, até ela chegar na passarela.

 

A indústria vive uma fase (em todos os lugares, não só aqui em SC, viu?) que busca incorporar a moda dentro do seu conceito e produtos, mal sabem eles que a essência da moda vem dali mesmo. Os colaboradores da fábricas ficam assustados quando vêem seus diretores falando em “vender” moda mesmo, se esses profissionais das fábricas soubessem que tem mais conhecimento que muito jornalista de moda, não ficariam assustados. A mesma coisa acontece com a equipe comercial do setor têxtil, eles tem um abismo entre o mundo deles e a tão falada moda, mas os representantes entendem TUDO de modelagem, tecidos, aplicações e produtos. Sempre me surpreendo a bagagem de conhecimento deles. São muito melhores que muitos estilistas por aí…

 

Quer entender melhor o que estou falando? Durante a última edição do SPFW aconteceu uma entrevista coletiva com Fernando Pimentel da ABIT, me pergunte quantos jornalistas estavam presentes… Poucos, bem poucos. Mas provavelmente naquele mesmo momento deveria ter vários lutando por um lugar na primeira fila do desfile que acontecia. Durante a coletiva, Pimentel explicou tudo sobre o mercado de moda, falou sobre a crise financeira que enfrentamos, a situação atual e explicou principalmente gráficos com números do mercado, o que normalmente é difícil de entender. Entendi ainda o que é a “cesta básica” da moda e ainda as previsões para o nosso setor. Desfiles foram muitos, mas coletiva sobre o panorama da moda foi só essa lá na Bienal.

Gente, isso não é uma critica, só estou tentando entender um pouco mais sobre esses nichos da moda e o interesse que ela desperta em nós. O que entendemos por moda e a representatividade dela em nossas vidas. Será que vcs sentem o mesmo que eu sinto?

 

Quanto mais estudo a moda, mais percebo que tenho muito a aprender ainda.

 

 

Falando nisso, fui convidada a ir para SP cobrir o evento promovido pela ABIT/ APEX na próxima terça-feira, serei mais uma vez a única jornalista de SC presente. Vai ser ótimo para continuar minha reflexão sobre o tema. 

 

abit

6 Respostas

  1. Mircea

    Oi Patrícia, tudo bem?
    Faço as Promos do Trendy Twins (http://www.trendytwins.com.br/search/label/special%20twin%20-%20promos) e vou colocar o blog nas minhas Dicas, ok?!
    Adoro o blog, o programa e a revista!
    Parabéns e muito Sucesso!
    Bjos
    Mi

    27 de julho de 2009 às 1:05 am

  2. eu AMEI essa reflexão, pati. e agora quero ir com você nesse evento!

    27 de julho de 2009 às 2:00 am

  3. transitoriamente

    Você pode achar que moda é a vitrine da C&A ou a foto estilosa da D&G. Mas a moda também está nos gestos, no ato coletivo que gera a sensação de pertencimento. Mais do que mil pessoas usarem a roupa X, a expressão coletiva é o que para mim parece exercer a força que desemboca na moda. O equilibrio irreversível da natureza está na base, o resto é só exercício de opinião.

    Um abraço,
    Antonio Rossa – Transitoriamente

    27 de julho de 2009 às 6:29 pm

  4. Também gostei muito da sua reflexão, acho que é isso que falta para muitos profissionais, pensar mais a moda de modo menos superficial. Sou jornalista e tenho estudado moda para entender melhor toda essa engrenagem. Acredito, como você, que quanto mais a gente estuda, mais tem que aprender…Existe um mercado grande a ser explorado e ainda muito para crescer, especialmente na área de comunicação.
    Luciana Vilar.

    29 de julho de 2009 às 3:30 pm

  5. Quanto mais você avança, menos acha que sabe. É o preço do conhecimento. Feliz quem vê além do pano das vitrines e dos corpos magros das modelos. Gostei da reflexão. Tenho estes esvaziamentos constantemente. Beijos

    2 de agosto de 2009 às 8:58 pm

  6. Shaiani

    Oi Patrícia!
    Sou assinante da Catarina e descobri teu blog..hehe…faço desenho industrial em Santa Maria e sou mto interessada por moda.Gosto muito de ler sobre e o que escreveste aí é exatamente o q eu gostaria de ler!hehehe Estou sempre procurano ler sobre moda e pesquisar, pois gostaria mto de trabalhar com moda qdo me formar!
    Adorei teu blog e o q escreve nele!
    Parabéns!

    Beijos

    19 de agosto de 2009 às 8:43 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s