“Homem é chato na passarela.”

Eis que Glória Kalil é a entrevistada do programa Roda Viva desta segunda-feira. Para minha surpresa ela surge com os seguintes comentários:

 

Homem é chato na passarela, porque a roupa não muda muito.”

Ela estava falando de moda masculina. Desculpa, mas não vou nem comentar esse absurdo sobre o mercado que está em franca expansão.

 

A dificuldade na exportação da moda brasileira está na marca.”

Como assim Glória? Todos sabemos que não temos política econômica, apoio do governo, por isso a roupa brasileira é caríssima e não falamos de exportar apenas grifes, mas do mercado têxtil de uma maneira geral. No ano passado importamos da China 25% dos produtos têxteis consumidos no Brasil, quando o varejo interno cresceu apenas 7%. Ou seja, a exportação chinesa foi absurda no mercado brasileiro, com produtos sem marca. Quando tivermos uma estratégia competitiva, com possibilidades reais de exportação, nesse momento sim a indústria de moda brasileira terá verba para trabalhar marcas de maneira global.

 

Glória não soube ainda falar sobre a polêmica da publicidade voltada para o mercado infantil, tb não conseguiu desenvolvercsobre esses pequenos consumidores com grande poder de consumo.

 

Glória, super admiro vc, mas essas afirmações foram difíceis de digerir. Pelo menos para mim. Sorry!!! 

 

alexmario

 

(desculpa meninos, mas segundo Glória Kalil, vcs não tem graça nenhuma na passarela)

 


4 Respostas

  1. Sofia

    Oi td bem? eu acho que a Gloria quis dizer que a moda masculina sofre menos influências “artisticas”, se posso dizer assim, ou seja, a moda feminina é muito mais sujeita aos delírios criativos.
    Sobre a expansão da indústria da oda, concordo com ela tb, pois se vc observar as etiquetas em algumas roupas brasileiras, verá que existe mão de obra até da Índia sendo utilizada em produtos nacionais, ou seja, o que ela quis dizer é que não há incentivo para o mercado inerno.
    abraços

    30 de junho de 2009 às 1:08 pm

  2. Nossa, comecei a gostar de moda por causa da Gloria Kalil, mas aff… palpites infelizes!

    suas colocações foram bem pontuais, essa questão da falta de incentivo do governo acho que acontece em vários setores, desde a produção têxtil até o varejo, tem tooooooooda razão!

    bjs

    30 de junho de 2009 às 6:00 pm

  3. Sobre dificuldade de exportar roupas: Essa dificuldade de preços competitivos no cenário mundial não é uma característica só da moda. Trabalho com pesquisa de mercado (ramo completamente diferente) e os preços do mercado brasileiro são mega mais altos que os demais paises, mas por causa de leis trabalhistas + estrutura de impostos + outras coisas que preciso estudar.

    Isso para acalentar o coraçãozinho da gente quando sofremos com preços altos ao comparar com demais países, indo desde eletrônicos, passando por roupas e cosméticos, carros, e tudo mais que lembrarmos que é caro no Brasil.

    1 de julho de 2009 às 1:18 am

  4. Pingback: Gloria Kalil no Roda Viva « /duodeluxo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s