CAPA – 19º edição da Catarina

 

Uma imagem fala mais que mil palavras

 

Quando vi essa foto, no mesmo momento tive certeza de que era a capa ideal para essa edição. Um homem de legging e asas negras de Walério Araújo, uma imagem forte e ao mesmo tempo suave. Uma estética de vanguarda pelas lentes de Paschoal Rodrigues, que assina todos os editoriais dessa edição. O que mais poderia representar tão bem esse momento em que o segmento masculino chama atenção do mercado pelo novo comportamento? Um contexto repleto de novos códigos, que a indústria da moda ainda nem sabe como se posicionar com essa movimentação de mercado. Até a Première Vision, a maior feira têxtil do mundo, voltou suas atenções para o mercado masculino e promoveu um estudo sobre o novo código de comportamento e consumo do homem.

Talvez o meu amor à primeira vista por essa foto tenha sido resultado de tudo que vi durante o mês que passei na Europa, quando estávamos gravando uma série especial para nosso programa de TV. Aliás, essa cobertura internacional é motivo de comemoração para nós, porque temos orgulho em ser o primeiro programa de moda em canal aberto a trazer a cobertura internacional para o Brasil.  E também comemoramos porque até pouco tempo atrás, a plataforma de informação de Moda da Catarina era um projeto, agora é uma realidade.

Um pouco do conteúdo que traremos na TV está nas próximas páginas, um resumão do que foi apresentando nas passarelas está na matéria que escrevo sobre o verão europeu 2009. Mas o que foi visto não é garantia de que veremos nas ruas, porque com a crise econômica mundial ainda não temos certeza de nada sobre o mercado de moda. O melhor termômetro que temos até o momento é a moda que já está nas ruas, por isso destinamos seis páginas ao street style de Londres e Paris. A edição está bem diversificada, temos referências para o verão brasileiro, para o verão europeu e ainda para o inverno brasileiro de 2011, através da Première Vision. Matérias que colocam em pauta a crise financeira já estavam escritas antes mesmo da semana caótica, quando o mercado veio abaixo, porque os sinais já eram claros de que a moda estava sendo afetada diretamente pela inconstância do mercado financeiro. E a Catarina por ser uma revista que trata de todo o mercado da moda, não poderia deixar de falar sobre o assunto, que aqui aparece escrito pelo Luigi e a Vivian, que relaciona a economia com o design.

É o Luigi ainda que fala sobre as roupas sensitivas e a pauta é complementada com a visão do Diogo sobre o mesmo tema. Outras duas matérias se completam também, dessa vez sobre as lojas pop-up. André Robic fala sobre o tema e eu entrevisto o RP da concept-store francesa Colette, que fala sobre a ação em parceria com a Gap.  Dois nomes também merecem destaque nessa edição: Daiane Conterato e Pedro Lourenço. Ela aparece em um editorial incrível e o estilista, famosos por não conceder muitas entrevistas, foi entrevistado pelo Glauco Sabino.

Quer saber mais? Então corre para as bancas ou manda um email aqui para a redação e assina a revista.

 

Beijos

Patricia Lima

 

 

 

 

 

Uma resposta

  1. Que linda!
    Muito conceito. Muito a cara da Catarina, cada vez melhor…

    21 de outubro de 2008 às 3:33 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s