história da Camiseta – Graphic T-shirts

“Tudo que uma garota de 20 anos precisa é de uma t-shirt e um par de jeans”, disse Yves Saint Laurent em 1971. Sim, isso naquela década, porque agora, em 2008, a camiseta está indo bem além da clássica combinação jeans + camiseta. Existe mil e uma possibilidades de produções com a camiseta, principalmente se for com estampa gráfica, que tem sido apontada como um hit do verão internacional.

Têm roupas que nos possibilitam brincar mais que outras, né? Talvez esse seja o sucesso da camiseta, porque é a peça que gente logo escolhe quando acorda animada e quer para mostrar isso para todo mundo. Camisetas são mais que roupas, elas traduzem nossos sentimentos e viram verdadeiros veículos de comunicação.

 

Nunca saem de moda, mas há épocas que tem mais ênfase nas vitrines e nas ruas, agora por exemplo. Blogs como o The Sartorialist trazem as t-shirts em suas fotos e se elas estão lá, é sinal  que está nas ruas de todo o mundo. Camiseta é uma peça velha, mas que está sempre nova, atual e que faz parte na história desde sempre. Você conhece a história? Resolvi trazer a na cronologia que a revista Crescer publicou sobre essa peça:

 

Antigüidade – Os romanos usavam uma túnica dupla, chamada camisia, que é a ancestral das nossas camisetas. Era sempre branca, feita quase sempre de linho. Era usada por baixo da única para proteger da transpiração.

 

Século 4 – A camisia continuava a ser usada por baixo das peças em Constantinopla. Os tecidos das peças superiores eram muito ricos, bordados com ouro, prata e pedras preciosas, e por isso não dava para lavá-los. A camisia era usada por baixo dessas peças nobres para evitar que sujassem.

 

1516 – O italiano Michelangelo termina a estátua O Escravo Moribundo, que retrata um homem vestido apenas com uma peça de roupa, bem diferente das usadas na época: uma camiseta regata. Apesar da ousadia, a moda não pegou.

Século 19 – As roupas das crianças começam a ficar mais infantis, em vez de serem reproduções das dos adultos em miniatura. A camisia era a única vestimenta até os 5 ou 6 anos. Era usada também para batizar as crianças.

 

Até início do século 20 – A camiseta, ainda restrita à Europa, é usada como roupa de baixo, para proteger os homens da transpiração e do frio. Para não rasgar as camisas, os trabalhadores braçais usam só a camiseta para trabalhar.

 

1ª Guerra Mundial – Soldados europeus usam, por baixo dos uniformes, confortáveis camisetas feitas de algodão. Os americanos, morrendo de calor em seus uniformes de lã, adoram a novidade e a levam para os Estados Unidos. O design em formato de T leva a peça a ficar conhecida como T-shirt, em inglês.

 

2ª Guerra Mundial – A camiseta é peça-chave no uniforme da Marinha e do Exército Americano. Ainda é considerada roupa de baixo, mas o público acostuma-se a ver nas revistas fotos dos soldados com camiseta, sem camisa por cima, ao fazerem trabalhos pesados ou em lugares quentes.

 

1948 – Candidato à presidência dos Estados Unidos, Thomas E. Dewey faz uma das primeiras camisetas de propaganda da história, com os dizeres “Dew it for Dewey”.

1951 – Marlon Brando aparece de camiseta no filme Um Bonde Chamado Desejo. A peça é o destaque perfeito para os músculos do ator. A partir dessa época, a camiseta sem camisa por cima passa a fazer parte da indumentária das pessoas também na vida civil.

 

1955 – Na trilha aberta por Brando, James Dean aparece de camiseta em Juventude Transviada. Camiseta vira sinônimo de rebeldia e contestação. As crianças continuam usando a camiseta por baixo da roupa, pois não era considerado adequado ficarem em mangas de camisa.

 

Anos 60 – Na esteira do movimentos anti-guerra e a favor da liberdade, a camiseta veste as cores psicodélicas dos hippies e passa a trazer mensagens pacifistas, na linha de “Faça Amor, Não Faça Guerra”. Nessa época, as mulheres também passam a usar a peça, que se torna unissex.

 

Anos 70 – As camisetas são usadas tanto como meio de expressão dos anseios da juventude quanto como suporte para propaganda, carregando símbolos de marcas de refrigerante.

 

Anos 80 – Na década dos yuppies, jovens ligados ao consumismo e ao individualismo, a moda passa a ser ostentação de dinheiro e poder, e a camiseta começa a trazer bem grande as marcas das grifes.

 

Anos 90 – A falta de ideologia dos jovens da década aparece nas roupas largas e largadas dos grunges. A camiseta é usada por qualquer segmento da sociedade, sem comprometimento com causas, ideologias ou faixa etária.

 

Anos 2000 – Não existem regras. A customização é a palavra de ordem. A camiseta continua democrática e servindo a todos os gostos, desde as campanhas políticas à estampa de filmes e grupos musicais preferidos. As grandes marcas começam a investir mais nas linhas infantis, e cada vez mais peças voltadas a esse público são produzidas

6 Respostas

  1. Vivi Rau

    Cada vez mais o seu blog fica melhor.
    Adoro quando vc atualiza todos os dias.

    27 de agosto de 2008 às 2:01 am

  2. Gente, uma aula esse post!!! Amei!!!

    27 de agosto de 2008 às 6:05 pm

  3. Fui dar uma espiadela no seu blog e acabei adorando! História da Moda é uma matéria que amo! Li este post em 1 minuto. Do graças a Deus por estar vivendo nos anos 2000, amo t-shirt, não consigo viver sem elas. Estou babando com as camisetas de banda atuais, antes eram mto masculinizadas. Queria saber quando inventaram a Baby look, minha modelagem favorita! bjokasssssssss

    30 de agosto de 2008 às 11:42 pm

  4. Pingback: JEANS E CAMISETA: A VOLTA DO CLÁSSICO « Jeans é moda!

  5. alessandra

    ameeeiii o blog!!! td de bOOm a T-shirt… amei a baby-look!! tbm quero saber quando estourou essa moda!!!! vlw

    14 de julho de 2010 às 9:21 pm

  6. A baby look foi inventada por um editora de moda que com o tempo estourado e nada mais do que a pressão da “Lacoste” teve o insight de vestir camisetas infantis em modelos magérrimas. Foi um sucesso e a “Lacoste” lançou uma coleção de camisetas com esse novo estilo, apelidadas de “Baby look”.

    16 de maio de 2011 às 12:32 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s