Loie Fuller, a Deusa da Luz.

 

 

 

Tenho estudado a relação da roupa, do tecido com o corpo humano e nessas pesquisas tenho descoberto estilistas, artistas e cheguei até a dançarina Loie Fuller (1862-1928) , conhecida por ser pioneira na dança moderna. Loie trouxe até mim o que estava buscando, um exemplo de integração total entre o corpo e o tecido, ela tinha em seu figurino a extensão do seu corpo.

 

O que a tornou tão especial foram os movimentos que inventou com seu figurino, que consistia em metros de seda estruturados por uma armação que pareciam asas e quando eram expostos a feixes de luz criava uma cenografia incrível. Que de tão incrível, alguns críticos da época nem consideravam uma dança verdadeira.

 

Conhecida como “Deusa da Luz”, Loie não tinha formação em dança, mas os movimentos feitos por ela foram inovadores e fez com que se tornasse uma marco na história do cinema, figurino e da dança. A dançarina buscou quebrar os movimentos já existentes na época e duas coisas foram fundamentais para essa inovação: o figurino e a cenografia.

 

O figurino usado por ela era considerado uma tela de projeção para suas performances vanguardistas e assim que chegou em Paris chamou atenção de artistas, pintores poetas, escritores que a impulsionou para o grande sucesso na época. Serviu de inspiração até para Isadora Duncan.

 

E pensar que ela sonhava em ser uma cantora de ópera…

 

 

4 Respostas

  1. Mau Magalhães

    Lindo. Não conhecia essa dançarina, vou pesquisar ainda mais sobre ela.
    Ótima pauta. Parabéns

    15 de julho de 2008 às 4:07 pm

  2. Juliana A. Cesar

    MARAVILHOSA… Sabe o q me lembrou? Aqueles vídeos de natureza, por exemplo, flor desabrochando e borboleta começando a se exibir pro mundo, que são editados numa velocidade mais rápida que o normal. Adorei essa bailarina, nunca tinha ouvido falar dela também.
    Parabéns pelo blog, Patrícia, muito bacana.
    Um beijo.

    26 de julho de 2008 às 12:32 am

  3. Tim Fabril

    Ola tudo bem? Loie Fuller é minha inspiração para um novo espetáculo de teatro que estou montando. Me considero uma negação em pesquisa na internet, nunca acho o que realmente quero, rs. Você sabe onde encontro alguma matéria ou pesquisa sobre o modelo desse figurino que ela criou? quero muito criar um modelo como esse.
    execenlente post, concordo plenamente em chamá-la de Deusa da Luz. Tim

    15 de julho de 2010 às 4:22 am

  4. Juliana Manhães

    Inspiradora, ví este filme no centre pompidou e fiquei intrigada, resolvi ir atrás daquela gestualidade que me fazia lembrar do parangolé de hélio oiticica! E cheguei até seu site por acaso. Gostei de ler seu depoimento. Trabalho com danças brasileiras e montando um trabalho….até! Juliana Manhães

    9 de maio de 2011 às 9:14 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s