Amo leitores assim.

Gente, a Catarina é feita para leitores como a Clarissa. Infelizmente não a conheço, mas adoraria conhecê-la. Olha o que ela escreveu sobre a Catarina no blog dela. 

 “Uma das melhores surpresas do SPFW não estava nas passarelas, nem nos lounges e muito menos no backstage. Catarina, em sua 15ª edição foi distribuída sorrateiramente na Bienal tendo sua expansão ao ser encontrada entre os outros brindes oriundos das filas A e B de Ronaldo Fraga. A satisfação não está novidade em si, na vibração de iniciante exalada a cada página e sim da ousadia de propor o que revistas “tradicionais” de moda não fazem. Em termos de editoriais, uma produção clean, sem erros aparentes ou cópias deslavadas de ensaios gringos conta com um styling não muito emocionante completados por um grande apelo comercial.
O conceito fica a cargo dos textos. Extensos e gostosos de ler colocam o público à parte de temas relevantes pouco explorados como a própria indústria catarinense juntamente com injeções de estímulo para os que ainda vão entrar no mercado. Literária numa era imagética, algumas de suas matérias são desprovidas de grandes ilustrações o que não deixa escolha aos modernos apressados: é ler ou ler. Não tem essa de ficar só olhando figura. Afinal, o primário já passou.

Casamento perfeito para tantas letras são sessões como a “Respiro”. Na edição de Janeiro 2008, ela chega aparecer duas vezes, ambas com uma padronagem de xadrez cobrindo quase toda página e acima frases simples: “Você já tem alguma peça xadrez no seu guarda roupa?” e na seqüência, “Pode se acostumar. O xadrez vai dominar o inverno”. Humor também é encontrado na colaboração do hypado Romeuu, editor da U Magazine, responsável pela “Atualidade” que envolve streetstyle, juventude new rave e as respectivas festas. Catarina também ganha por atualização, pois já imprimiu seu balanço do Fashion Rio com direito a comentários pertinentes e Top10 de tendências. Tudo isso antes de qualquer outra da vida.
Para finalizar, uma promessa de última página. Ao invés de objetos-desejo uma parceira com o WGSN, famoso bureau especializado em pesquisa de comportamento de consumo e macrotendências. Sabendo o que isso significa a ânsia pelo próximo exemplar é imediata. A melhor brochura que as gráficas de Florianópolis podem nos dar tem gosto de bar novo em Fortaleza. Calma, a metáfora é simples. Quando um bar escândalo, com preços aceitáveis, estrutura maravilhosa e conceitos ótimos é inaugurado na cidade solar é natural que os primeiros desvabradores, digo, clientes, tenham certo medo que um estabelecimento tão bacana feche as portas por falta de um público com um mínimo de neurônios para perceber o quão interessante é o local. Assim ocorreu com o Nobi Nori, mas graças ao bom senso que a classe média cearense está criando, o restaurante vai de vento em poupa. Receio semelhante que é aplicado a Catarina encontra seu antídoto ao conhecer o TV show homônimo transmitido pela Record.


Saber que tem uma emissora de relativo porte colocando fermento num projeto das editoras Patrícia Lima e Carla Mager já nos gera certa tranqüilidade pela perpetuação dos dois veículos. Antes mesmo de Judy Blame aterrissar nas palestras do Pense Moda e afirmar para os que não encontram espaço na mídia de moda pré-existente a possibilidade de eles criarem suas próprias publicações sem medo, essas moças já se aventuravam. Destemidas, agora estão aí, lapidando diariamente esse diamante de papel com nome feminino. Quem sabe um dia não se torna uma jóia? Desejamos sucesso.
Clarissa M.

2 Respostas

  1. Caramba! Emocionada tô eu por essa repercusão maravilhosa! Confesso que quando terminei de ler a revista pensei: “Putz, tenho que assinar isso agora pra não deixar que acabe. Cadê aquela notinha dedicada a novos assinantes, cadê?”. Depois fui no site e encontrei onde posso assinar.

    Patricia, fico absurdamente feliz pela sua boa recepção por mais que o meu texto não tenha sido só flores. Até fiquei com medo de publicar a princípio mas depois acabei tendo a necessidade de dizer aquilo.

    Bem, meu email é ohdude@gmail.com (não repara, é um email antigo) e vai ser um prazer ter esse contato conto pra quem sabe até se encontrar nas próxímas fashion weeks.

    Beijo!

    24 de janeiro de 2008 às 3:09 pm

  2. Melina Savi

    Patrícia,

    Eu já cruzei com a revista algumas vezes e preciso dizer que adorei. Eu não esperava adorar (acho que pq a gente sempre vem com uma bagagem de expectativas muitas vezes ingênuas), mas adorei de verdade. Concordo que vocês foram ousadas em desafiar o padrão de apresentar muitas imagens e, na verdade, fico feliz com isso. Afinal de contas, a moda deve ser pensada também.
    Parabéns! Vocês já conquistaram mais uma leitora! :)

    Melina

    25 de janeiro de 2008 às 11:47 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s